Textos

Com o que ela sonha tanto?

5cfe35bb05b7772248799834b894e4c0

Ela está sentada no sofá, com os olhos vidrados na janela da sala. Você acha que sabe o que ela está pensando, pois ela parece muito objetiva, sem mistérios… muito simples de se entender. Mas felizmente, não. Ela não está pensando no agora, e sim, no futuro. Se lamentando por este futuro não ser seu presente, e feliz por poder estar no caminho certo para chegar até ele.

Continue lendo “Com o que ela sonha tanto?”

Anúncios
Querido Diário

Sobre estar desaparecida antes do terceiro post do seu blog

Enfim, não irei me demorar aqui.

Estive sumida pois finalmente consegui entrar para o curso que sempre sonhei mesmo que inconscientemente, em uma Universidade Federal que tanto admiro. E por isso mesmo acabei me afastando de algumas coisas que gosto de fazer, como ler e escrever. Passei em Biblioteconomia na UFSC na metade do ano, e agora que o semestre está acabando eu meio que ~sai da caverna~ e posso dar continuidade às minhas escritas malucas.

Só vim contar isso pois no espaço onde eu escrevi sobre eu mesma aqui no blog assim em que comecei ele (quem vê assim é um blog muito antigo), eu ainda sonhava em passar neste curso, e hoje, no fim da primeira fase, estou realizada, animada e com muitas expectativas para meu futuro acadêmico e profissional. Quero abraçar o mundo e gritar bem alto pra quem quiser ouvir, que não adianta perder tempo com coisas que não valem a pena para o que o seu coração deseja. Faça as coisas com paixão, com afinco, ou seja, faça o que gosta.

Nunca é perda de tempo mudar a direção se é seu coração que pede ou praticamente implora por isso.

Até breve! 🙂

Textos

Mudança de rumo

Hmmm...

Qual é o preço do risco? Quanto se paga para seguir seu coração? Como saber se vou ser feliz, e ao mesmo tempo continuar com os pés no chão? A resposta é simples: não se sabe.

Esse é o principal problema em arriscar. Nunca sabemos se vai dar certo, e ao mesmo tempo, a vontade de ser feliz é tão grande que jogamos tudo para o alto e corremos atrás dos nossos sonhos, sem pressa de voltar, sem medo, sem nada além de vontade.

Ao mesmo tempo a palavra “mudar”, já assusta a gente. Muitas pessoas preferem se esconder na sua infelicidade do que mudar seu cotidiano, experimentar novos ambientes, novos rumos, novas metas de vida. Porém, muitos não sabem – ou não percebem – que a felicidade é baseada nas mudanças, e não na mesmice. Pra quê esperar os fatores externos mudarem seu estilo de vida, quando você mesmo sabe que pode influenciar nisso, que pode escolher entre o que quer e o que não quer?

Mesmo que isso lhe custe tempo, ou dinheiro, ou momentos com certas pessoas, tudo o que é feito de coração, vale à pena. Perder tempo é deixar sua vida na mão de outras pessoas, baseada nas preferências de alguém que não vive seu cotidiano, seu dia-a-dia e que acha que sabe o que é melhor para você.

Mas além de ter medo de mudar, com medo do que os outros vão pensar, é preciso se distanciar de tudo o que tranca a nossa coragem, tudo que está dentro da nossa cabecinha que faz com que nos escondamos e nos cegamos à nossa realidade e ao que queremos, de fato. É preciso abrir a mente, expandir os horizontes, enxergar novas possibilidades, que geralmente lhe parecem impossíveis.

Se der errado? Paciência, tenta de novo.

Se der certo? Você vai ter certeza que é feliz. Pois sabe que escolheu o caminho correto. Sendo que teve que abrir mão das coisas sólidas, do que era garantido, para correr atrás do incerto, do duvidoso. E o melhor, o duvidoso se tornou o real e a sua realidade agora é o que te faz feliz.

Eu escolhi correr atrás dos meus sonhos e abrir mão do que já tinha encaminhado para meu futuro, em busca de algo que me definisse como pessoa, que eu tivesse orgulho em dizer que faço, que me mostrasse que a vida é melhor do que o plano que traçam pra gente. Não preciso de cargos altos, de “status”, de carro do ano ou de uma casa de luxo. Preciso daquilo que faz meu coração palpitar só de pensar, que meus olhos brilham ao ver, e que me deixa satisfeita como pessoa. Preciso ser eu mesma.

“A maior liberdade é ser livre da sua própria mente.” – Osho

http://br.pinterest.com/pin/356417757980920285/

Créditos: Imagem 1 | Imagem 2