Textos

Mudança de rumo

Hmmm...

Qual é o preço do risco? Quanto se paga para seguir seu coração? Como saber se vou ser feliz, e ao mesmo tempo continuar com os pés no chão? A resposta é simples: não se sabe.

Esse é o principal problema em arriscar. Nunca sabemos se vai dar certo, e ao mesmo tempo, a vontade de ser feliz é tão grande que jogamos tudo para o alto e corremos atrás dos nossos sonhos, sem pressa de voltar, sem medo, sem nada além de vontade.

Ao mesmo tempo a palavra “mudar”, já assusta a gente. Muitas pessoas preferem se esconder na sua infelicidade do que mudar seu cotidiano, experimentar novos ambientes, novos rumos, novas metas de vida. Porém, muitos não sabem – ou não percebem – que a felicidade é baseada nas mudanças, e não na mesmice. Pra quê esperar os fatores externos mudarem seu estilo de vida, quando você mesmo sabe que pode influenciar nisso, que pode escolher entre o que quer e o que não quer?

Mesmo que isso lhe custe tempo, ou dinheiro, ou momentos com certas pessoas, tudo o que é feito de coração, vale à pena. Perder tempo é deixar sua vida na mão de outras pessoas, baseada nas preferências de alguém que não vive seu cotidiano, seu dia-a-dia e que acha que sabe o que é melhor para você.

Mas além de ter medo de mudar, com medo do que os outros vão pensar, é preciso se distanciar de tudo o que tranca a nossa coragem, tudo que está dentro da nossa cabecinha que faz com que nos escondamos e nos cegamos à nossa realidade e ao que queremos, de fato. É preciso abrir a mente, expandir os horizontes, enxergar novas possibilidades, que geralmente lhe parecem impossíveis.

Se der errado? Paciência, tenta de novo.

Se der certo? Você vai ter certeza que é feliz. Pois sabe que escolheu o caminho correto. Sendo que teve que abrir mão das coisas sólidas, do que era garantido, para correr atrás do incerto, do duvidoso. E o melhor, o duvidoso se tornou o real e a sua realidade agora é o que te faz feliz.

Eu escolhi correr atrás dos meus sonhos e abrir mão do que já tinha encaminhado para meu futuro, em busca de algo que me definisse como pessoa, que eu tivesse orgulho em dizer que faço, que me mostrasse que a vida é melhor do que o plano que traçam pra gente. Não preciso de cargos altos, de “status”, de carro do ano ou de uma casa de luxo. Preciso daquilo que faz meu coração palpitar só de pensar, que meus olhos brilham ao ver, e que me deixa satisfeita como pessoa. Preciso ser eu mesma.

“A maior liberdade é ser livre da sua própria mente.” – Osho

http://br.pinterest.com/pin/356417757980920285/

Créditos: Imagem 1 | Imagem 2

Anúncios

3 thoughts on “Mudança de rumo”

Diga o que pensa :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s