Textos

Feminista e casada com um homem

Sou feminista e casada com um homem sim. Porquê? Algum problema? Eu não vejo problema algum. Para lutar a favor dos direitos das mulheres, sou obrigada a odiar os homens? Não é bem assim que as coisas funcionam.

Namorei por oito anos com meu marido antes de casar. Somos casados há um ano. Quando começamos a namorar, eu nem sabia o que era feminismo. Hoje já conheço bastante do tema, mas estou sempre em busca de saber mais, para me aprofundar no assunto.

É lógico que meu marido já foi machista. Eu também era, e muito! Ainda há resquícios de machismo na nossa convivência, por menor que sejam os detalhes, sempre haverá. Fomos criados para ser assim! Não é feio admitir que você pensava de tal forma, o pior é não mudar, não evoluir. Mas pra cada detalhe machista que presenciamos na nossa casa, sempre rola uma conversa sobre. Assim decidimos o que devemos mudar na nossa atitude.

A nossa convivência é maravilhosa. Nos adaptamos aos deveres do dia-a-dia, e dividimos as tarefas. Como somos dois “amorzinhos” um com o outro, quando um ta com preguiça, o outro faz as tarefas do preguiçoso, e vice-versa, rs. Não tem tempo ruim. O importante é se ajudar!

Não são os dois que comem? Não são os dois que sujam? Não são os dois que dormem? Não são os dois que trabalham fora? Pois então. Os dois devem ajudar nas tarefas da casa. É tão simples! Quando falo que sou feminista, acredito que me imaginam com um chicote, batendo no meu marido enquanto ele lava a louça. Pelamor, né?

Vejo muita gente por aí falando do feminismo, sem ao menos conhecer um pouco sobre. Claro que ninguém é obrigado a saber de tudo, mas antes de falar mal, não é melhor dar uma pesquisada e ouvir umas minas?

Acredito que as próximas gerações de meninos e meninas serão menos machistas. Espero que um dia isso acabe, ou pelo menos diminua bastante. Pois o casamento pode ser algo muito prazeroso, pra quem ama e cuida do outro.

Receitas

Receita: sorvetinho de colher sabor leite condensado – MUITO FÁCIL

A receita que trouxe hoje provavelmente é a mais fácil que você vai ver em toda a sua vida, rsrs. É um sorvetinho que eu faço às vezes em casa, pra comer de colher mesmo, em potinhos de sobremesa. Mas você pode colocar em saquinhos (tipo chup-chup/sacolé/geladinho), ou forminhas de picolé mesmo.

Continue lendo “Receita: sorvetinho de colher sabor leite condensado – MUITO FÁCIL”

Organização

2017: o ano em que eu larguei a agenda de papel

Todo ano era a mesma coisa. Comprava uma agenda linda, enfeitava ela toda, colocava todos os meus dados pessoais, planejamentos e tudo mais, e lá pelo mês de abril eu já nem lembrava que ela existia. A questão é que eu tinha preguiça de carregar aquele peso todos os dias na mochila, além de também ter preguiça de pegar ela pra marcar as coisas. O que me fez pensar em uma alternativa mais viável.

Continue lendo “2017: o ano em que eu larguei a agenda de papel”

Decoração, DIY

Decoração: Parede lousa

Eu não sou daquelas pessoas muito ligadas em tendências. Se compro ou faço algo que está na moda, é porque realmente gosto daquilo. No post de hoje, trouxe umas inspirações de decoração com parede lousa, que são aquelas paredes pretas onde você pode escrever e desenhar com giz e estão super na moda. Elas dão um ar mais animado na casa, além de serem legais por fazer você soltar seu lado artístico.

Continue lendo “Decoração: Parede lousa”